Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Carpe Diem

A alegria é a saúde da alma

Carpe Diem

A alegria é a saúde da alma

Mais uma vez a minha avó

por Gisela Baptista aka Tasmaniapt, em 25.07.11

Mais uma vez pude dizer à minha avó: AVÓ GOSTO MUITO DE TI!!E ela percebeu que eu estava lá e que falava com ela :-D

é sempre bom vermos uma pessoa que AMAMOS responder ao que lhe dizemos!!

Sei que ainda não ultrapassou a crise e que ainda precisa de oxigénio...

Mas está em casa rodeada da sua familia que a AMA e que está a fazer tudo o que pode para que ela recupere!!

Obrigado AVÓ!!

 

Carpe Diem

A minha avó

por Gisela Baptista aka Tasmaniapt, em 14.07.11

 

Felizmente já saiu do Hospital e está em casa onde pode ser tratada com amor, carinho e atenção...

Felizmente o seu estado está estacionário, a recuperar de todas as mazelas que esta crise lhe trouxe...

O meu coração continua pequenino quando penso nisto mas também sei que tudo está a ser feito para que recupere!

A fase da dor da incerteza de quando foi hospitalizada já passou mas ainda existe por aqui uma réstia que teima em não se ausentar definitivamente...

Mais uma vez tive a oportunidade de lhe dizer AVÓ GOSTO MUITO DE TI!!

E é nestas oportunidades que foco a minha esperança!!

Esta foto foi tirada no seu 88º Aniversário se não estou em erro e estamos as 3 muito bem :-D

Adoro-te AVÓ!!

A dor tem fases

por Gisela Baptista aka Tasmaniapt, em 08.07.11

“A saudade é uma dor que pode passar depois de devidamente doída, devidamente honrada. É uma dor que é preciso aceitar, primeiro, aceitar. É preciso aceitar esta mágoa esta moinha, que nos despedaça o coração e que nos mói mesmo e que nos dá cabo do juízo. É preciso aceitar o amor e a morte, a separação e a tristeza, a falta de lógica, a falta de justiça, a falta de solução.”1

Depois de ler todo o texto de Miguel Esteves Cardoso (MEC) percebi que me identifico com este texto.

A dor tem várias fases e temos de passa-las todas querem seja ela pela perda de um ente querido, quer seja pela quebra de uma promessa de amor eterno. E não vale a pena ficar preso nessa dor.

Há que aceita-la e depois continuar o nosso caminho caminhando.

Quando se trata de um ente querido a dor transforma-se em SAUDADE e essa NUNCA desaparece pois para nós esse ente (meu querido AVÔ, meu querido tio Fernando) continua vivo no nosso coração e lembramo-nos dele(s) pelas mais variadas razões e a maior parte delas são momentos FELIZES da nossa VIDA que nunca o vão deixar de ser apenas porque já não estão entre nós!!

As SAUDADES estão sempre presentes mas sem dor apenas com ALEGRIA e alguma tristeza por não estarem connosco!!

Quando se trata do amor esse por muito forte que seja no momento em que nos traem a nossa confiança tudo se torna mais fácil mas não menos penoso! Tudo depende da maneira como é “quebrada” essa relação. Dói MUITO mesmo mas como a dor é mais intensa dura menos tempo e mais facilmente se continua em frente, mas temos também aqui que enterrar a dor para poder seguir em frente!!Eu já enterei a minha e continuei em frente!!

 

 

Carpe Diem!!

 

1 - Excerto do texto de Miguel Esteves Cardoso, in 'Último Volume'

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D